Carro novo ou usado: o que avaliar na hora da compra

Do test drive ao preço: saiba o que você precisa analisar na hora da compra de um carro

• por

Na hora de comprar um carro é muito importante pesar o que é essencial pra você, fazer as contas, e, claro, escolher um veículo que combine com seu estilo de vida. E é nessa hora que aquela dúvida bate: carro novo ou usado? Se você tá com esse ponto de interrogação na cabeça, fica tranquilo! Conversamos com o engenheiro Francisco Satkunas pra te ajudar a fazer uma escolha #tipovc. Mas ó, outro jeito de tudo ficar numa boa, é fechar um Seguro Auto com a gente! Afinal, se você pode escolher tudo em um carro, porque não escolher as melhores assistências e coberturas de um seguro? Dá só uma olhada nessas dicas!  🙂

Saiba +: Carros mais baratos: tudo o que você precisa saber para comprar

Saiba+: Saiba quais são os carros mais vendidos de 2020

Carro novo ou usado? 

Se você tá pensando em comprar um carro seminovo ou usado, é bom ficar atento a alguns detalhes antes de fechar negócio. Ao localizar o anúncio de um carro do seu interesse, desconfie de facilidades abusivas, como preço muito abaixo da média do mercado. Observe bem as fotos, procurando detalhes como originalidade, estado dos bancos, volante e demais acabamentos. Pesquise sobre o dono e sinta-se livre para pedir informações, como foto do manual do proprietário e de manutenção, cópia de notas fiscais de serviços realizados e até mesmo um vídeo mostrando o veículo em detalhes. Ao menor sinal de marcas não desejadas, é melhor partir pra outra, beleza?

Depois disso, é hora de pensar na documentação. É importante verificar se a documentação tá correta e válida, se o IPVA tá pago e se não há pendências de pagamentos de financiamento, multas e outros débitos. 

Passada a fase da documentação, é hora de visitar o carro! Essa é a parte mais criteriosa e mais importante que você terá que fazer. Em primeiro lugar, a gente sabe que é um momento importante, mas tente não ficar muito ansioso, combinado? Comprar um carro mexe com nosso emocional e o entusiasmo tira a visão do que realmente temos que analisar. Pra facilitar, a gente listou todos os itens que você pode vistoriar:

  • Pintura: Peça que o carro esteja limpo no dia da visita e cheque todos os detalhes em um local com boa iluminação. Procure por diferença de cor, alinhamento das peças, quinas com marca de escorrido de tinta e até mesmo resto de material de funilaria, como massa de polir ou cera. 
  • Motor: Se o motor estiver empoeirado, é um bom sinal. Isso pode significar ausência de vazamentos de óleo, assim como de outros elementos. Motor lavado e limpo dá pra desconfiar que havia algo a esconder. Boa dica, né?
  • Rodas e pneus: Veja a marca do fabricante dos quatro pneus, medida e desgaste. Pneus com desuniformidade de desgaste indicam problemas de suspensão ou estruturais. 
  • Faróis e vidros: Veja se os faróis são originais e procure pela data de fabricação neles, pois ela tem que bater com o ano do veículo. Caso a data seja diferente, pode ser um indício de batida frontal. Os vidros devem conter numeração de chassi igual a do documento do veículo.
  • Acabamentos e tapeçaria: O interior retrata como o proprietário cuida do veículo. Atente-se a bancos rasgados e marcas de umidade. Acabamentos mal encaixados, parafusos e trilhos de bancos com oxidação e marcas de sujeira em cantos podem indiciar uma recuperação de enchente.
  • Airbags: A maioria dos carros equipados com airbags tem o sensor montado no cinto de segurança dianteiro, então você pode identificar sua data de fabricação na parte inferior, estampado em uma etiqueta.
  • Funcionalidades: Não deixe de testar tudo no veículo, de vidros elétricos a sistema multimídia. Nos carros atuais, um problema em qualquer um desses sistemas pode representar um prejuízo imenso. Atente-se também a luzes indesejadas acesas no painel.
  • Acessórios obrigatórios: Verifique o estado do estepe, bem como se o carro possui todas as ferramentas necessárias pra troca de pneu, assim como manuais e chave reserva.
  • Estrutura e mecânica: Os carros atuais possuem manutenção com valor bem expressivo, então não deixe de pedir ajuda ou contratar um serviço de alguém experiente e especializado no assunto pra avaliar as colunas e soldas originais e o funcionamento de motor, câmbio, direção e suspensão.
  • Documentação: Existem órgãos especializados em vistoria cautelar que indicam se o carro teve passagem por leilão, falência, inventário ou qualquer tipo de alienação que te prejudique posteriormente a compra. Não hesite em usar!

Ah, e não pense duas vezes na hora de pedir um test drive, ok? Se tiver a oportunidade de dirigir em pistas planas e lisas, é uma boa opção pra analisar se o carro puxa pra um dos lados. Se assim for, pode haver problemas com a direção. Na frenagem, se o carro puxar para um lado pode ser problema de freio. Ruídos no freio e suspensão podem indicar necessidade de manutenção ou reparos. Fique de olho! Ainda assim, é recomendado levar o carro a um mecânico pra pedir um orçamento e analisar o carro. Isso pode ser ideal caso você tenha que desembolsar com gastos de conserto de peças já que, ao negociar, você pode pedir um desconto para o vendedor.

Agora, se você for se aventurar na compra de um carro novo, é bom ficar atento a outras coisas! A gente sabe que nada se compara a ser o primeiro a dar a partida em um carro, mas é importante conferir bem as condições de pagamento antes de fechar a compra. Muitas concessionárias podem até oferecer boas oportunidades para financiamento, mas você também pode analisar se um investimento vale mais a pena. Em muitos casos, dá para investir a mesma quantia que você pagaria em parcelas e resgatar em até quatro anos ara comprar outro modelo mais novo, aprimorado, e quem sabe, até à vista. Nessa matéria aqui, a gente falou sobre financiamento.

Outra coisa: tente estimar quais serão os gastos que você pode ter com o veículo que deseja, tipo combustível, estacionamento e IPVA. É importante também pensar no quanto ele será desvalorizado assim que sair da concessionária. Lembre-se sempre de que adquirir um automóvel é também um investimento e, se quiser trocar de carro, saiba qual será o valor para revender. A gente listou os carros com menor desvalorização aqui

Faça uma lista do que você realmente quer: viaja muito e precisa de um porta malas maior? Vai enfrentar muito o trânsito ou apenas dirigir aos fins de semana? Levante questões como essas para saber exatamente qual modelo vai se encaixar nas suas necessidades. Além disso, detalhes como a cor e itens como ar-condicionado, câmera de ré ou chave com sensor podem aumentar o preço final.

Você deve considerar todo um conjunto de questões e não somente o preço. O barato pode sair caro, então, embora alguns veículos sejam da mesma categoria, eles não são semelhantes, como os mais populares 1.0. Por isso, faça um test drive para experimentar e ver se realmente atende todas as suas expectativas, fechado? 

E se você escolhe se quer um carro novo ou usado, porque não escolher as assistências e coberturas do seu seguro também? Com o Seguro Auto Youse você escolhe tudo que quer contratar na palma da sua mão e pode contar com os melhores serviços 24h por dia! 🙂 

Imagem ilustrativa

Simulação de Seguro Auto

Seja novo ou usado, é importante você saber o quanto terá que pagar pelo seguro do seu carro. E você pode fazer uma cotação gratuita com a gente e descobrir o quanto poderá investir para manter o seu veículo numa boa.

Fazer cotação
Youse - Caixa Seguradora