Carro seguro: veja quais itens serão obrigatórios a partir de 2020

O programa Rota 2030, que regulamenta o mercado automotivo, definiu um cronograma para as montadoras se adaptarem às novas regras

• por
carro seguro carro seguro

Está planejando trocar de modelo ou comprar o primeiro automóvel? Se quiser um carro seguro na garagem, fique de olho: a lista de equipamentos de segurança obrigatórios dos modelos vendidos no Brasil deve mudar a partir do ano que vem. O Rota 2030 é o programa do governo que define regras para a fabricação dos carros produzidos e comercializados no Brasil nos próximos 15 anos. Ele substituiu o antigo Inovar-Auto e “recompensa” as montadoras que atenderem aos novos requisitos, com redução de impostos.

Para os próximos anos, os principais objetivos do Rota 2030 incluem aumentar a eficiência energética, sendo que veículos novos devem reduzir em pelos menos 11% o consumo de combustível até 2022, e melhorar a segurança nos carros, com a adoção de novos equipamentos.

Saiba +: Quando o seguro dá perda total em um carro?

Para deixar o carro seguro, foi definida uma lista de itens obrigatórios e um cronograma com datas diferentes  para que eles façam parte dos equipamentos de série dos modelos novos lançados por aqui e de todos os carros em circulação. Veja a lista completa segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores):

Sistema de controle de estabilidade (ESC) 

Obrigatório para carros novos: 2020
Obrigatório para todos os carros: 2022

Aviso de não afivelamento do cinto do motorista

Obrigatório para carros novos: 2020
Obrigatório para todos os carros: 2021

Indicador de direção lateral

Obrigatório para carros novos: 2021
Obrigatório para todos os carros: 2023

Farol de rodagem diurna

Obrigatório para carros novos: 2021
Obrigatório para todos os carros: 2023

Sinal de frenagem de emergência (ESS)

Obrigatório para carros novos: 2021
Obrigatório para todos os carros: 2023

Sistema de alerta ou visibilidade traseira (câmera ou aviso sonoro) 

Obrigatório para carros novos: 2025
Obrigatório para todos os carros: 2027

Carro seguro: modelos ficarão mais resistentes a impactos

Além dos equipamentos de segurança, a estrutura dos carros também deverá ser reforçada para resistir melhor ao impacto em caso de colisão. Por enquanto, o foco do Rota 2030 é melhorar a segurança dos ocupantes de carros para o impacto lateral e também a proteção para pedestre. Assim, o desempenho dos modelos em testes de colisão deverá atender à novos requisitos definidos pelo Contran. 

Impacto lateral

Obrigatório para carros novos: 2020
Obrigatório para todos os carros: 2023

Impacto lateral (poste)

Obrigatório para carros novos: 2026
Obrigatório para todos os carros: 2030

Proteção ao pedestre 

Obrigatório para carros novos: 2025
Obrigatório para todos os carros: 2030

Impacto frontal – camionetas e utilitários 

Obrigatório para carros novos: 2024
Obrigatório para todos os carros: 2026

Assistência ao motorista será item de série, mas sem data definida

As tecnologias de assistência à direção também estão no escopo do Rota 2030, mas ainda não existe data definida para que se tornem obrigatórias. Por enquanto, o Denatran está estudando a aplicação do aviso de saída de faixa e de sistemas de frenagem automática de emergência para obstáculos móveis e fixos. 

Sistemas mais avançados também estão indicados no Rota, mas sem uma regulamentação específica:  sistemas de frenagem automática de emergência para pedestres e ciclistas, assistente de permanência em faixa, monitor de sonolência ou distração do motorista e controle de cruzeiro adaptativo.

Ainda não ficou definido como será feita a fiscalização dos novos itens obrigatórios a partir de 2020. Mas se você estiver pensando em comprar um carro nos próximos anos, vale ficar de olho na lista de equipamentos de segurança dele.