Como saber se a embreagem está ruim?

A embreagem sofre desgaste natural ao longo do tempo, mas algumas atitudes podem prolongar sua vida útil (:

• por
Imagem: GettyImages

É normal algumas peças do carro precisarem ser trocadas ao longo do tempo. Pneus, bateria e até o limpador de para-brisa: todas elas sofrem algum tipo de desgaste com os anos de uso. Aliás, é até fácil identificar os sintomas dessas peças quando elas pedem para serem trocadas, mas outras precisam de um pouquinho mais de atenção. É o que acontece com a embreagem, peça que faz a ligação entre o motor e o câmbio, levando força que depois será transferida para as rodas para movimentar o seu carro. Então, como saber se a embreagem está ruim? Pra te ajudar nessa missão, e você ficar mais numa boa com seu carro, conversamos com o Camilo Adas, conselheiro de Tecnologia da SAE BRASIL, pra explicar para você quais os sinais de que a embreagem está ruim e o que fazer nesses casos. Vem com a gente!

Saiba+: Capa para carro faz bem ou mal pra lataria?

Saiba+: Seu carro não dá partida? Saiba o que fazer!

Como saber se a embreagem está ruim?

Não há nenhuma luz no painel que indique o desgaste, então como saber se a embreagem está ruim? Segundo Camilo, quando você troca de marcha e ouve algum barulho ou sente trepidação, é um sinal de que o sistema está irregular. 

“Quando o pedal da embreagem ficar mais solto, talvez não seja um problema da embreagem em si, mas de um componente do sistema. Mas quando o carro estiver em uma ladeira, por exemplo, e mesmo com a troca de marcha o carro não subir, significa que a embreagem não está fazendo a ligação entre o câmbio e o motor”, conta Camilo. 

Se ainda sair fumaça durante esse mesmo movimento, significa que há um atrito muito grande entre o disco da embreagem e o volante do motor, peça que mantém a marcha estável. É hora de trocar! 

Pra ficar mais fácil de identificar um possível problema, a gente separou alguns sintomas que podem indicar que chegou a hora de trocar a embreagem: 

  • Ruído de algo arranhando – Quando você faz a troca de marchas e, mesmo pisando fundo no pedal da embreagem, ouve aquele ruído de ferro com ferro, é sinal de que o conjunto não está abrindo o suficiente para parar o câmbio.
  • Pedal duro – Você pisa no pedal da embreagem e ele está pesado, duro. Este é um sinal de que existe desgaste entre o atuador e as molas do platô.
  • Sem curso – O carro deve começar a se movimentar quando o pedal da embreagem estiver na metade do seu curso. Se o carro anda apenas com o pedal muito em cima, quando se está quase tirando o pé, é sinal de desgaste.
  • Carro trepidando – Se quando você muda de marcha seu carro sai trepidando, também é sinal de problema: o platô ou o disco podem estar desgastados.
  • Carro patinando: Ao tentar subir uma ladeira, você sente que o carro ficou sem força, mas a rotação do motor foi lá para cima. Isso significa que sua embreagem está desgastada e possivelmente queimada. Geralmente, depois desta situação, o disco da embreagem exala um cheiro característico de amianto queimado, que permanece um bom tempo dentro e fora do veículo.

Mas o que fazer quando a embreagem do carro está ruim?

Apesar de demorar bastante para gastar, uma hora ela precisa ser trocada. “Carros que já rodaram bastante precisam realizar uma inspeção e trocar o disco da embreagem. É uma peça que é feita para ser trocada, ou seja, esse serviço é simples e não deve ser muito caro”, explica Camilo.

Ela dura cerca de 100 mil a 150 mil quilômetros. Quando atingir 100 mil, é indicado trocar o disco, o platô e o rolamento. Combinado?

Cuidados para evitar o desgaste da embreagem

A gente sabe que essa é uma peça que uma hora precisa ser trocada, né? Mas apesar da duração média, alguns hábitos podem causar um desgaste mais rápido da peça. É bom ficar de olho! “Evitar ficar apoiando o pé no pedal impede que a peça se desgaste mais rápido, já que esse movimento curtinho causa atrito”, exemplifica Camilo.

Além disso, carros que andam mais na cidade do que na estrada tem um desgaste maior, devido à constante troca de marchas. Pra ficar mais numa boa, o ideal é pisar no pedal e soltá-lo sempre com suavidade, sem movimento bruscos, e não segurar o carro com o pé pressionando a embreagem. Para isso, use sempre o freio de mão! (: 

Chame o reboque quando precisar de ajuda

Quando algum desses sinais aparecem, é bom consultar um mecânico. Mas, se você estiver em uma situação chata e a embreagem não funcionar direito, sinalize com o pisca alerta e coloque o triângulo a pelo menos 30 metros de distância da traseira do seu carro. Aí, se precisar, pode chamar um guincho! 

Agora, você já descobriu como saber se a embreagem está ruim. Mas melhor prevenir do que remediar, né? O nosso serviço de reboque é uma das assistências que você pode contratar na hora de fazer a cotação online. Você que decide quanto ele pode percorrer para levar o seu carro: 100 km, 200 km, 400 km, distância ilimitada ou na oficina mais próxima. Nessa matéria aqui a gente te explica tudo o que você precisa saber na hora de chamar um guincho! (:

E aí, agora ficou fácil de saber quando trocar a embreagem, né? Outro jeito bem fácil de ficar numa boa com o seu carro é adquirir um Seguro Auto Youse! Com ele, seu veículo fica sempre protegido e você pode usar as coberturas e assistências sempre que precisar. Clique aqui e saiba mais!