Saiba como diminuir o estresse no trânsito

Dicas para controlar o mal humor e curtir seu caminho numa boa

• por
Foto: GettyImages

Dirigir é uma prática que muitos encaram com prazer e até mesmo como uma forma de diversão ou hobby. Afinal, estudos comprovam que quando estamos ao volante, pequenas doses de endorfina são liberadas no organismo e podemos sentir aquela sensação de liberdade e prazer! #Uhuuull 

Mas para quem encara o trânsito pesado todos os dias, essa alegria já não é mais a mesma. Por isso a gente está aqui para te dar uma força e te ajudar a diminuir o estresse no trânsito, para que você curta sua viagem numa boa, seja ela para onde for. 😉

Saiba +: 5 jeitos de ajudar a mobilidade da sua cidade 

Saiba +: Principais mudanças da Nova Lei de Trânsito Brasileira

Controle o seu “ogro interior”

O trânsito parece provocar uma irritabilidade fora da média e, com isso, as reações exageradas são cada vez mais comuns. “O automóvel gera uma sensação de poder ao indivíduo, que o faz sentir mais potente e corajoso”, explica Juliana Peixoto, Psicóloga no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. Assim, a personalidade ao volante pode adquirir traços mais hostis e isto, ao longo do caminho, não ajuda em nada. Mas para dissipar essa nuvem negra, que tal uma boa dose de gentileza? 😀

Soneca só em casa

Dirigir com sono, por exemplo, não é uma boa. “O cansaço e o sono diminuem as funções de atenção e reflexo do sujeito”, conta Juliana. Além de ser uma experiência desgastante, pode ser também perigosa. Então, já sabe, durma bem antes de dirigir e se perceber que está sonolento, ou com os olhos pesados, peça para alguém dirigir para você. E se tiver o Seguro Auto da Youse, pode chamar o motorista parceiro para te levar para casa em segurança!

Menos barulho, mais alegria

Se você circula pelas vias com muito trânsito na cidade, já deve ter notado que precisa aumentar o volume do rádio quando está passando por essas vias mais movimentadas, certo? Isso acontece, porque o ruído do trânsito pode chegar até 85 decibéis, o que equivale a um liquidificador ligado próximo ao seu ouvido o tempo todo! Esse excesso de ruído é um grande vilão para o bom-humor. “Quando o barulho é muito alto, há um aumento da estimulação e a consequente necessidade de estar atento a diversas demandas enquanto se dirige”, explica Juliana. 

Pesquisas mostram que a exposição a ruídos superiores a 65 decibéis gera no cérebro um estado de atenção, liberando no organismo altas doses de cortisol, o hormônio do estresse. Essa reação física ao som prepara nosso corpo para se proteger de situações de perigo. Haja tensão! 

E a solução? Uma ótima dica é diminuir o tempo que você castiga seus ouvidos com essa barulheira! Rotas e horários alternativos com menor fluxo de veículos também são uma boa. E se não tiver como escapar, feche os vidros. Eles filtram grande parte do som que vem de fora do carro. 

Alimente-se bem

Agora, se o seu mau-humor é fome, tenha sempre um kit de emergência no carro com uma garrafa de água e um petisco para acompanhar o seu caminho! Quando você se alimenta, equilibra os níveis de serotonina (um dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de alegria). Assim, não há estresse que resista. 

O prazer de dirigir pode estar nas pequenas coisas do seu caminho. “Músicas podem ser uma boa forma de lidar com momentos de trânsito parado”, sugere Juliana. Então, aproveite a nossa playlist Spotify – vc no carro, planeje seu caminho e não esqueça de levar um lanchinho no porta-luvas!  #PartiuDirigir