10 coisas que você não é obrigado e ninguém te conta

• por
me obrigue me obrigue
Close up portrait of young boy with dreadlocks looking at camera with his eyes wide open. Surprised afro american school boy against pink background. (Close up portrait of young boy with dreadlocks looking at camera with his eyes wide open. Surprised

Alguns países exigem seguro viagem, outros obrigam você a tomar banho pelo menos uma vez por ano (pelo menos!), como na Dinamarca. Mas, aqui no Brasil, tem coisas que você não é obrigado a fazer, mesmo que te digam o contrário. Olha só:

1. Dar CPF para cadastros

Sabe quando você faz compras em uma loja e falam aquele “CPF, por favor”? Bom, tecnicamente falando, você não é obrigado a dar essa informação para cadastros. Isso quando não pedem outras coisas, como endereço, celular, e-mail… (Fonte: O Globo).

2. Ter visto para visitar a Alemanha, a Itália… A Coréia do Sul…

Na verdade, são 104 países que não exigem visto para os brasileiros, entre eles a África do Sul, Espanha e França. Na Argentina, por exemplo, não precisa nem de passaporte. É só fazer as malas e partiu! (Fonte: BOL).

3. Pagar algumas taxas de banco

O Banco Central já decidiu lá em 2010 (resolução 3.919/2010) que as instituições financeiras têm obrigação de oferecer contas correntes e poupanças gratuitas. Uma bela economia nas contas, hein! (Fonte: JusBrasil).

4. Fazer contribuição sindical

Antes, era obrigatório. Mas desde 2017 que o desconto de um dia de trabalho para financiar os sindicatos passou a ser opcional. Quem quiser contribuir, pode autorizar previamente. (Fonte: Conjur).

5. Sofrer diferenças de gênero no trabalho

Salário, plano de carreira, segurança… Não importa se você é mulher ou homem, a lei garante que os direitos no trabalho têm que ser exatamente os mesmos: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição”. (Fonte: Youse).

6. Jejum de 12 horas para alguns exames de sangue

A recomendação é do (calma aí que o nome é longo) Consenso Brasileiro para a Normatização da Determinação Laboratorial do Perfil Lipídico. Quem diz são algumas sociedades de medicina, como a de patologia clínica e medicina laboratorial, endocrinologia e metabologia. Só gente séria. (Fonte: Federação Médica Brasileira).

7. Autenticar cópias

Você já ouviu falar da Lei da Desburocratização? Ela existe desde 2018 e facilita muito a vida. Pra verificar a autenticidade de um documento, por exemplo, só é necessário comparar com o original. (Fonte: G1).

8. Reconhecer firma

A mesma Lei da Desburocratização sumiu com aquela história de reconhecer firma. O funcionário público só precisa a assinatura no documento de identidade. (Fonte: G1).

9. Ter extintor de incêndio dentro do carro

Depois de 2015, não você não precisa mais carregar extintor no carro. Isso é graças às inovações tecnológicas nos automóveis, que ajudam nos casos de incêndio. (Fonte: UOL).  

10. Escolher só entre cartão de débito e cartão de crédito

“É no débito ou crédito?” Você pode até responder rápido na hora de fechar a compra, mas há outro jeito de pagar. O cartão pré-pago é tão prático quando o de crédito, mas permite maior controle dos gastos. (Fonte: Youse).