Andy Warhol: 5 curiosidades sobre o ícone transgressor da pop art

Conheça o artista que revolucionou a arte e é sinônimo de ousadia!

• por
Andy Warhol/Campbell's soup cans

Falar de ousadia é pouco quando o assunto é o pintor, cineasta e designer Andy Warhol. Só um artista como ele era capaz de misturar em suas obras latas de sopa, caixas de sabão em pó e ícones como Marilyn Monroe e Elizabeth Taylor. Conhecido como “o pai da pop art”, Warhol produzia serigrafias e colagens em seu estúdio em Nova York, tendo como inspiração itens de consumo do cotidiano e figuras da cultura pop americana. Quer conhecer mais sobre esse artista incrível? Então, vem com a gente! 🙂 

Saiba+: #ModoCasa: 8 curiosidades sobre John Lennon que você precisa saber

Saiba+: #ModoCasa: os melhores museus online pra visitar sem sair de casa

5 fatos que explicam por que Andy Warhol é o pai da pop art

1°: Andy Warhol revolucionou a arte

Andy Warhol na The Factory

Warhol fazia arte com absolutamente tudo que vc imaginar! Pra muita gente, aliás, foi ele o responsável por criar o conceito de arte colaborativa. Sabe os famosos coworkings, essas estações de trabalho que a gente tá acostumada a ver hoje em dia? Na época, ele era proprietário da The Factory, um espaço criado pra reunir artistas e dar espaço pra criações conjuntas. Um desses amigos era ninguém menos que Jean-Michel Basquiat, pintor norte-americano que tem enorme influência na pintura e no mundo pop até hoje. Depois da contribuição de Andy pro mundo da arte, o mundo nunca mais foi o mesmo!

2°: abriu as portas pra muitos artistas

Andy Warhol/Marilyn Monroe

Um dos maiores legados de Andy Warhol foi mostrar que tudo, no fundo, pode se transformar em arte. Seu método de fazer releituras de retratos de objetos usando cores fortes pra destacar a beleza de coisas mundanas inspirou diversos artistas contemporâneos, como Jeff Koons, Cindy Sherman e Gerhard Richter. Referência é tudo!

3°: previu a ascensão de Kim Kardashian

Elvis Presley/Andy Warhol

“Um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama.” Talvez vc não saiba, mas essa frase clássica que todo mundo diz por aí é de autoria de Andy. A verdade é que muito antes da era das redes sociais e dos influencers o artista já previa toda a questão em torno do culto às celebridades instantâneas. Segundo ele, chegaria o dia em que as pessoas poderiam ser famosas simplesmente por serem quem elas são – ou fingem ser. Visionário que fala, né?

4°: criou a primeira blogueirinha

Edie Sedgwick e Andy Warhol/Steve Schapiro

É isso mesmo! Warhol não só previu o surgimento dos influenciadores, como também lançou ao mundo a primeira blogueirinha de que se tem notícia: a socialite, modelo e atriz Edie Edgwick. Edie atuou em vários projetos do artista e foi apelidada de “It Girl” pela imprensa norte-americana. Era a Paris Hilton da época!

5°: fez um retrato de seu tempo

Andy Warhol/Mao Tsé-Tung

A obra de Andy Warhol pode ser vista como uma representação dos eventos mais importantes das década de 1960 e 1970, quase como um diário daqueles anos. O marco da época foram os movimentos de contracultura, que criticavam principalmente o consumo excessivo e os conflitos políticos, ao mesmo tempo em que o país passava por um forte desenvolvimento da indústria e da tecnologia. As pinturas cheias de garrafas de Coca-Cola e o retrato do líder comunista chinês Mao Tsé-tung fazem mais sentido agora, né? Aliás, Warhol explicou em uma entrevista por que gosta tanto de retratar itens de consumo do dia a dia em suas obras. “O que é maravilhoso sobre a América é que ela iniciou a tradição onde os consumidores mais ricos compram essencialmente as mesmas coisas que os mais pobres. Você pode estar assistindo TV e ver uma Coca-Cola e você sabe que o presidente toma Coca-Cola, que a Elizabeth Taylor toma Coca-Cola. Uma Coca é uma Coca e nenhum dinheiro do mundo vai conseguir uma Coca melhor que a que aquele mendigo na esquina também está tomando”, disse. 

Andy Warhol/Self-Portrait

E aí, gostou de saber um pouquinho mais sobre a história de Andy Warhol? Se seu rolê é arte, vale a pena conferir uma matéria que a gente fez sobre museus virtuais. Em São Paulo, o Museu da Imagem e do Som e o Paço das Artes estão promovendo um monte de atividades legais! 

Ah, e se vc quiser descobrir mais curiosidades sobre o artista, vale assistir à sétima temporada da série American Horror Story, exibida pela FX. #Ficaadica! E continue acompanhando a gente por aqui que sempre tem uma dica e uma curiosidade bem legal pra vc! 🙂