7 dicas para quem quer morar sozinho

Decidiu seguir carreira solo? Então se liga nas dicas que separamos para você ficar numa boa!

• por
7 dicas para quem quer morar sozinho 7 dicas para quem quer morar sozinho
Getty Images

Morar sozinho é um grande passo da vida adulta e dá aquele friozinho na barriga, né? Exigindo muito planejamento e aquela dose de ousadia. Portanto, para você passar por esse momento tão transformador numa boa, se liga nas dicas que a gente separou. #Partiu?

Leia+ 5 itens que você seguramente vai precisar em algum momento da vida

Leia+ Tudo o que um pai de pet de primeira viagem precisa saber

1. Saiba mais ou menos onde quer morar

Eis a questão: o que é realmente importante para você em um ímóvel? Localização, valor, tamanho, condomínio… Essa tem que ser a sua primeira prioridade antes de sair visitando imóveis. Então liste exatamente o que é essencial, o que seria legal ter, o que você dispensa e o que você definitivamente não quer na sua casa. Feito isso, você terá um filtro ao olhar para as possibilidades e já pode pesquisar e conhecer o máximo de lugares que conseguir.

2. Prepare-se para financiar

A ideia para ter a sua própria casa é financiar? Celso Campos, professor de economia da PUC-SP, alerta que o financiamento no valor integral pode ser bastante arriscado. “O ideal é poupar o máximo possível para dar uma boa entrada na compra, de no mínimo 25% do valor do imóvel”, recomenda Celso. Tendo esse montante, o próximo passo é procurar pela melhor oferta, com a menor taxa de juros entre as instituições que oferecem crédito imobiliário – lembrando que o ideal é que o valor das parcelas não ultrapasse 30% da sua renda mensal.

Além disso, é importante lembrar que quem compra um imóvel assume diferentes despesas, como seguro, vistoria, documentação, entre outros. “O comprador precisa estar ciente de que o registro do imóvel será feito com ‘alienação fiduciária’, ou seja, em caso de não pagamento, a instituição financeira pode reivindicar a posse do imóvel”, alerta Celso.

3. Organize-se para alugar

Agora, se não faz questão de ter o próprio imóvel e prefere alugar, as dicas são outras. Aqui, também é interessante que o valor do aluguel não ultrapasse 30% da sua renda, mas é preciso ficar atento, principalmente, ao reajuste. A cada ano, o preço aumenta baseado em um índice. “O mercado costuma usar o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), mas o locatário pode negociar e insistir para que o índice de referência seja o IPCA (Índice de Preços no Consumidor), o qual historicamente tem ficado mais baixo que o outro”, recomenda o especialista.

Outro ponto de atenção é em relação ao contrato. Ao escolher o lugar e negociar os valores e índice de reajuste, leia com bastante atenção o contrato de aluguel. E, se discordar ou tiver dúvidas sobre alguma cláusula, converse com o proprietário.

4. Faça uma lista de compras

Saiba o que você vai precisar comprar. Como? Veja na sua casa atual quais são os itens essenciais. Mas seja detalhista, viu? Afinal, tem coisas que a gente acha que não usa e só descobre que precisava ao estar em apuros. Portanto, a dica é: meses antes da mudança, comece a anotar tudo que você e as pessoas que moram com você usam com frequência. #FicaDica

5. Desenvolva as habilidades necessárias

Fazer comida, passar roupa, lavar o banheiro… Muitas tarefas serão sua responsabilidade com a mudança. E aqui vai ser parecido com a dica anterior, observe a dinâmica atual para saber o que precisa aprender antes de se mudar. E aí, comece participando e até assumindo essas atividades no seu dia a dia e, na dúvida, peça ajuda a quem as realiza hoje ou procure vídeos tutoriais na internet.

6. Finanças 10/10 para quando mudar

Morando sozinho, todas as despesas são suas! Para ficar numa boa, já comece a se organizar agora. “A principal dica é listar os custos fixos. A renda mensal deve ser suficiente para cobrir esses custos e ainda sobrar para as despesas variáveis”, alerta o professor. Neste momento, é preciso ser realista. Portanto, faça pesquisas de preço, converse com pessoas que moram perto da região da sua nova casa e liste cada gasto previsto, por menor que pareça. Celso ainda recomenda que se faça uma reserva para emergências, que tenha pelo menos a renda de 6 meses. #XôDívidas

7. Deixe sua casa #TipoVc

Uma das partes mais gostosas de morar sozinho é ver a casa ficando do seu jeito. E para te ajudar com essa missão, separamos algumas publicações que já fizemos aqui no Start. Se liga!

Morando sozinho ou não, conte com a Youse para ficar #NumaBoa

Depois dessas dicas, deu ainda mais vontade de ter o seu próprio cantinho, né? Então, para manter sua casa protegida e conseguir aproveitá-lo ao máximo, conte com o Seguro Residencial da Youse! Escolha as coberturas e assistências do seu jeito e só pague por elas. Contrate em poucos cliques pelo app Youse!