Dia dos Namorados sobre quatro rodas: conheça a história de casais apaixonados por carros

• por

O Dia dos Namorados é comemorado todos os anos no dia 12 de junho no Brasil. Pra celebrar essa data de um jeito diferente, a gente deixou de lado os jantares românticos e trouxe histórias de casais que curtem a vida com muita velocidade. Stephanie e Carlinhos começaram o romance em um encontro de carros rebaixados. Já Marcelle e Edivaldo fizeram da paixão por modelos antigos um negócio lucrativo.

Stephanie Satie, 29 anos, conheceu o atual marido Carlos, 37 anos, durante sua primeira visita à São Paulo. Ela veio de Curitiba, no Paraná, para participar de um encontro de carros modificados com seu Renault Clio rebaixado. Uma noite antes do evento, Stephanie estava acompanhada de uma amiga e encontrou outros amigos amantes de carros para conhecer a cidade.

“E lá estava Carlinhos – como era conhecido – com quem eu já falava pelas redes sociais em grupos sobre carros”, conta Stephanie. Ela também confessa que o interesse já tinha crescido antes mesmo da viagem para São Paulo. Depois do fim de semana juntos, Carlinhos foi até Curitiba para uma visita.

“A partir de então, a gente já assumiu um relacionamento sério e, em quatro meses, ele me pediu em casamento”, diz Stephanie. Em abril de 2019, menos de dois anos depois de terem se conhecido, Carlinhos e Stephanie se casaram. “Seguimos firmes e fortes na união e na paixão por carros”.

Dia dos Namorados de um Casal V8

A história de Marcelle Rocha, 30 anos, com o atual marido, Edivaldo, de 38, também envolve os carros. Diferente de Stephanie e Carlinhos que curtem os rebaixados, o casal é amante dos modelos antigos, tanto que até fizeram a paixão virar um negócio lucrativo. “Eu e Edivaldo nos conhecemos por uma amiga em comum. Logo começamos a trocar mensagens. Já no primeiro encontro, vi que nossas ideias bateram muito”, conta Marcelle.

No segundo encontro, o casal saiu para passear em um dos carros antigos de Edivaldo, um Dodge Magnum de 15 anos. “Meu pai gostava muito de carros também. Então, encontrei ele, que é um alucinado por carro, principalmente os antigos”, explica. Durante os passeios do casal, o Dodge sempre chamava atenção por ser um carro diferente e, principalmente, pelo barulho do motor.

“A gente parava nos semáforos, o pessoal ficava ‘nossa, dá uma acelerada!’. E esse  também foi o carro do nosso casamento. É o nosso xodó, sempre presente nos melhores momentos”, relembra Marcelle. Ela também conta que logo depois do casamento, os dois sonhavam em ter uma garagem cheia de carros. “Nos conhecemos e nos apaixonamos. Coisa de alma gêmea. Namoramos, noivamos e casamos em 4 meses”, declara Marcelle.

“Na época, nós tínhamos uma caminhonete moderna, com certo valor agregado. Ele desanimou um pouco do carro e falou que ia vendê-lo pra comprar uma casa para nós”, explica. Mas, em vez disso, Marcelle sugeriu ao marido que eles gastassem todo o dinheiro da venda em carros antigos.

Com o investimento, os carros pagariam as próprias despesas e o casal ainda poderia curtir nas horas vagas. Hoje, mal cabem carros na garagem. Marcelle e Edivaldo estão juntos há 5 anos, são conhecidos como o Casal V8 (em referência ao tipo de motor) nas redes sociais e alugam modelos antigos para casamentos.

Colaborou: Laura Isern


As duas histórias mostram que conhecer seus próprios gostos, suas próprias paixões, e a si mesmo traz realização e ainda pode fazer o amor surgir. Quando você se conhece, faz as melhores escolhas! Neste Dia dos Namorados, #OuseAmarVc.