Dia dos Avós: 4 histórias que vão te fazer rever o conceito de terceira idade

Pode acreditar, essas avós têm mais disposição que muito jovem por aí!

• por
Imagem: GettyImages

Dia 26 de julho é comemorado o Dia dos Avós e hoje a gente tá aqui pra provar que o conceito de terceira idade precisa ser repensado e é pra já! Quatro netas vão mostrar pra gente que suas avós estão muuito longe de qualquer estereótipo, vem ver! 🙂

Saiba+: Dia das mães: segurança pra ousar ser #TipoVc

Saiba+: #OuseAmar: o amor projetado na cidade

Um Dia dos Avós pra repensar o conceito de terceira idade

A aposentada Josepha Moreira tem 93 anos e uma disposição de dar inveja em muita gente. Antes da quarentena, ela frequentava um boteco perto de sua casa toda quarta e sexta-feira pra bater papo e celebrar a vida. Sim, ela sai com as amigas duas vezes por semana, tá bom pra vc? “Parece que quanto mais o tempo passa, mais moderna a minha vó fica. Ela diz que isso tem a ver com a gratidão que sente por ter tanta saúde e por poder viver do jeito que gosta”, diz a neta, Thais Manñes, de 28 anos.

Thais, sua irmã e sua avó, Josepha

A energia de Josepha é tanta que ela ganhou até fama de namoradeira entre os amigos da neta. “No meu aniversário, minha avó resolveu dar selinho em todo mundo. Tinha fila pra beijar ela (risos)! O que mais quero no futuro é ser assim: leve, alegre, mente aberta e grata pela vida”, reflete Thais.

Quem também tem ânimo de sobra é a Maria Lucia Anelli, dona de casa e artesã, de 66 anos. “Minha vó adora ouvir músicas atuais, tem Facebook, Instagram, Pinterest e Whatsapp e tá sempre antenada no que acontece nas redes sociais. Ela é totalmente fora de qualquer padrão que a gente tem na cabeça quando pensa em uma avó”, afirma a neta, Nathali Bueno, de 23 anos. Nathali conta que o jeitão descolado da avó fez ela se transformar em uma verdadeira ídola entre as amigas. “Elas simplesmente amam a minha vó! Essa alegria que ela tem é contagiante e motiva todo mundo que vive ao seu redor.”

Nathali e sua avó Maria

Já pra Gabriela Parma, de 23 anos, sua avó, a decoradora e personal organizer Maria Estela, de 59 anos, é seu maior exemplo de coragem. “Ela se casou cedo, como era costume antigamente, mas, aos 34, se divorciou e começou a namorar meu vô. Só por ter tido coragem de se separar do marido naquela época já a considero muito à frente do seu tempo”, comenta. 

A avó de Gabi é tão moderna que até a influenciou na forma de se vestir! “Minha loja favorita é o guarda-roupa dela. E ela me influencia não só na moda, mas também nos lugares, nas comidas… O que mais amo são as nossas trocas de mensagem pela internet, ela é muito conectada! Espero que um dia eu possa ser uma vó igualzinha pros meus netos.” 

Gabi entre seus avós

Ousadia e coragem também marcaram a vida de Neuza dos Santos, de 77 anos. “Minha vó nunca tolerou atitudes machistas, mesmo numa época em que isso era super aceitável na sociedade. Ela sempre repreendeu meu vô quando ele fazia algo que não concordava e é uma pessoa muito autêntica, que sempre diz o que quer e nunca leva desaforo pra casa. Ela é uma inspiração pra mim e acredito que pra muitas mulheres”, diz a neta, a jornalista Andressa Moraes, de 24 anos. 

 

As histórias de Josepha, Maria Lucia, Maria Estela e Neusa só mostram que às vezes não é preciso realizar um grande feito pra se tornar exemplo pra alguém, basta ter coragem de defender as próprias escolhas. Nesse Dia dos Avós, que vc possa abraçar seu vô ou sua vó e dizer pra eles tudo o que significam pra vc! E não se esqueça: aqui na Youse, a gente tá sempre compartilhando uma história inspiradora pra te fazer ousar ainda mais. 🙂