Artigo Youse | O Compliance no combate a fraude no novo mercado de Insurtechs

• por

As novas insurtechs que estão surgindo no Brasil, vem alinhando o melhor da tecnologia a um mercado em franca expansão, extremamente regulado e com muito espaço para crescimento.

Infelizmente, o comércio eletrônico e o mercado de seguros, possuem um mal comum, a FRAUDE, que aliados, podem causar rapidamente danos financeiros as organizações, além destruir a reputação de uma companhia.

O mercado de seguros é vítima de fraudadores, sejam eles profissionais ou oportunistas e está recebendo a companhia de fraudadores virtuais de outros mercados que se escondem através de computadores ou aparelhos celulares podendo potencializar as ocorrências neste segmento.

Um aliado na defesa das insurtechs é a área de Compliance, que, em parceria com a área operacional da seguradora, pode ajudar muito no combate deste mal que corrói este mercado.

O Compliance traz sua experiência regulatória, de validador de controles internos e produtos, a um olhar extremamente crítico e refinado, que bem alinhado à análise de bases de dados internas, regras de negócio e de dados de provedores externos, conseguem juntar informações necessárias para identificação de potenciais fraudadores ou de fragilidades que possam atrair pessoas mal-intencionadas para dentro de casa.

Dentre os vários processos que implementamos na Youse, podemos citar a criação de um algoritmo para execução de um score mostrando a propensão que uma pessoa tem para fraudar um seguro. Este score alimenta automaticamente o sistema de subscrição, bem como o de regulação de sinistro, pois é atualizado “real time”, ou seja, ele não é estático, ocorrendo alterações dinâmicas, dependendo do perfil, do bem e do nível de relacionamento da pessoa.

Com isso conseguimos fazer um trabalho rápido e simples, para não se perder tempo ao tomar a decisão de fazer ou não um negócio, aceitar ou não um cliente.

O grande desafio é quebrar o paradigma que a área de Compliance engessa o processo, mostrando que em sintonia com a área operacional, é possível identificar possíveis fraudadores na mesma velocidade de que são feitas as prospecções de clientes.

Portanto, construir uma estrutura de prevenção a fraudes dentro da área de Compliance pode ser feita, bastando unir tecnologia, velocidade e senso crítico apurado, mas é fundamental que haja uma ruptura de antigos modelos conservadores.

MATÉRIA ESCRITA POR Alexandre Pestilli | HISTÓRICO: 17 anos de experiência em auditoria, compliance, controles internos e prevenção a fraudes, vividos em big 4, bancos e seguradoras. Atualmente é Head de Compliance & Riscos da Youse Seguradora.