Como deixar a casa mais segura e acessível para os idosos?

Um ambiente sem obstáculos, com organização e soluções tecnológicas, podem trazer maior conforto, mobilidade e independência

• por
Imagem: GettyImages

Idosos são ativos e independentes, e é comum que eles queiram viver em suas próprias casas, sozinhos e sem a ajuda de ninguém. Mesmo assim, a gente sabe que com o passar dos anos, os reflexo e a força muscular já não são mais os mesmos, mas dá para manter a independência, sem que cada tarefa se torne uma aventura perigosa! 🙂

Então fique ligado pois, manter um ambiente seguro e acessível não é um bicho de 7 cabeças. Medidas simples e a ajuda da tecnologia podem facilitar a vida dos mais velhos que conhecemos.. 

Saiba+: #ModoCasa: como proteger idosos em casa e organizar a rotina | Start (youse.com.br)

Saiba+: 10 dicas para deixar sua casa segura | Youse Blog

Aquele zoom pela casa

O primeiro passo é verificar todos os pontos da casa e identificar possíveis “pedras no caminho” dos idosos. “Pisos escorregadios, muitos itens de decoração, móveis com arestas pontiagudas, altos ou pesados, vários níveis ou andares que precisam ser percorridos diariamente, iluminação fraca devem ser evitados. Também é preciso considerar a manutenção da casa, que deve ser fácil para evitar atividades físicas desgastantes ou riscos de acidentes”, explica Gabriella Camillo, arquiteta e urbanista, de Campinas. A também arquiteta, Dani Shimura, de Mairiporã, endossa o coro. “É importante evitar os tapetes pela casa. Caso seja necessário, o objeto pode ser fixado no chão com cola e adesivos específicos.” Ou seja, nada de tapetinhos de crochê em cima do piso frio!   

Tecnologia não é só coisa de jovem

Depois que o pessoal mais velho ficou craque em usar facebook e o whatsapp, não se surpreenda ao vê-los utilizar aparatos com comando por voz, sensores inteligentes e até mesmo utensílios de limpeza automáticos! Tudo isso não é mais coisa do futuro, não! Hoje é possível instalar lâmpadas com sensores de movimento, por exemplo. Assim, quando o idoso quiser se levantar à noite, terá uma melhor visibilidade do caminho. 

As assistentes de voz, como a Alexa ou Google Home, podem se conectar a lâmpadas, abajures e até a robôs aspiradores. Tudo isto, claro, para deixar a casa mais confortável e segura.(#Apoio) “Nos nossos projetos tentamos fazer casas térreas. Caso não seja possível por algum aclive ou declive do terreno, deixamos um espaço para colocar um elevador, que hoje em dia é bem acessível e demanda um espaço pequeno de apenas 1,5m x 1,50m”, conta Dani. 

E existem ainda outras soluções cada vez mais presentes nas casas. Por exemplo: as fechaduras inteligentes, que permitem acesso biométrico para que os idosos não precisem se preocupar com as chaves e os membros da família cadastrados possam ter acesso à casa facilmente. Aliás, quem nunca esqueceu ou perdeu a chave de casa por aí? Outra opção são as campainhas com câmera e vídeo, já que elas permitem identificar quem está na porta sem ter que se deslocar. 

Móveis certos e a casa dos idosos mais segura 

E as dicas não ficam concentradas apenas no mundo high tech. Pelo contrário! Que tal olhar para a disposição dos móveis para encontrar os pontos vulneráveis? É possível organizar e deixar tudo mais seguro sem ter que gastar nada! (#PartiuOrganizar). 

Gabriella orienta a revisar os móveis existentes e desapegar daqueles que oferecem mais risco. “Com os móveis restantes, o ideal é posicioná-los de forma a não obstruir os trajetos rotineiros do idoso. Dentro deste caminho, evitar itens que podem se quebrar facilmente, como vidros, porcelanas, acrílicos etc. Isto porque os estilhaços podem não ser percebidos e causar acidentes. O vaso que todas as senhorinhas amam também deve ser usado com cautela, pois a água que escorre pode fazer com que o idoso escorregue”, esclarece. 

 

Segurança, sem perder o aconchego

Agora, se você está pensando em deixar sua casa já pronta para receber seus familiares mais velhos, algumas mudanças podem ser feitas e não precisam daquele quebra-quebra chato de obra e nem de reformas! 😀 

Alguns bons exemplos são: 

  • Deixar os objetos à altura e ao alcance das mãos, para que não se tenha que abaixar ou subir em nada.
  • Colocar um banquinho no chuveiro pra ajudar na hora do banho. 
  • Fixar barras metálicas de segurança nos banheiros. E não será necessário ligar pro pedreiro. Você mesmo pode fazer (#FicaDica). 
  • Em pequenos lances de degraus é possível criar rampa pré-moldada ou até mesmo de madeira, enquanto nas escadas maiores, o corrimão na altura e dimensões corretas são itens obrigatórios. 
  • Faixas antiderrapantes em pisos escorregadios ou inclinados aliados à boa iluminação são ótimas opções e ajudam a evitar as quedas. 

E não é somente segurança, não. Também podemos melhorar a qualidade de vida de quem a gente ama com uma casa mais preparada. “Esquadrias amplas e muita claridade natural, uma integração com a natureza, do ambiente externo com o interno, isso ajuda, acalma e traz um benefício muito grande”, finaliza Dani Shimura.

 Se você precisar de uma ajudinha para deixar a casa dos idosos segura como nunca e aconchegante como sempre, pode contar com o Seguro Residencial da Youse. É simples: você escolhe e monta a cobertura do seu jeito, sem complicações!