Como mulheres podem pegar carona numa boa

• por
Carona de mulheres Carona de mulheres

Você já deve ter ouvido falar de mulheres que passaram apuros com aplicativos de caronas. Existem até grupos nas redes sociais com dicas e histórias de quem já viveu isso. A preocupação é real, mas não é motivo para abandonar as caronas. A gente conversou com Gabrielle Jaquier, chefe de operações da Venuxx, uma start up que promove viagens compartilhadas apenas para mulheres, pra saber um pouco mais sobre essa realidade e como ficar segura nas viagens.

Aplicativos para mulheres

Só pra você saber: mesmo que existam poucos aplicativos apenas para mulheres, são as minas que dominam as movimentações econômicas… De acordo com uma pesquisa da Avon Brasil, o avanço do potencial econômico das mulheres pode aumentar o PIB global em US$ 12 a 28 trilhões por ano. São elas também que mais procuram aplicativos de mobilidade, segundo Gabrielle.

VEJA+: Dicas de aplicativos de mobilidade urbana para fugir do trânsito

A Venuxx foi umas das primeiras plataformas digitais a conectar mulheres e mobilidade urbana. Hoje, ela funciona em Porto Alegre, Belo Horizonte e São Paulo. “Quando falamos de mobilidade para mulher, pensamos que para ela a necessidade é diferente, a jornada dela ao longo do dia tem uma série de compromissos: ir trabalhar, buscar os filhos, fazer compras, ir ao shopping…”    

Segurança em aplicativos de mobilidade

Depois de analisar essa necessidade, a startup correu atrás de resolver outra dor: A segurança. “Que mulher não se sente mais aliviada quando a motorista é outra mulher e vice-versa?”, diz.

VEJA+: Como dirigir com crianças dentro do carro

O app faz reconhecimento facial, avalia dado por dado durante o cadastro e tem parceria com algumas delegacias. Também incentiva a entrar em contato com a passageira para que a motorista saiba quem vai buscar e ambas têm acesso ao destino da viagem.

Além disso, Gabrielle dá algumas dicas pra quem usa outros apps: Conferir placa e modelo do carro, checar se o motorista é o mesmo da foto, esperar o carro em um lugar seguro e colocar o cinto de segurança durante a viagem.

A realidade das motoristas

Gabrielle diz que muitas das motoristas que hoje trabalham com a Venuxx tiveram medo quando deram carona para homens que tinham acabado de beber, por exemplo. Algumas falam até que receberam nota baixa por serem “feias”. Com apps dedicados exclusivamente às mulheres, elas conseguiram se recolocar. “Muitas das passageiras aceitam sentar no banco da frente para conversar porque se sentem mais confortáveis, fazem amizade e até se adicionam nas redes sociais”, conta.

Quer saber se você está fazendo sua viagem segura e numa boa? Confira o info:

Ao longo do mês da mulher trouxemos discussões sobre o mercado de trabalho, a maternidade e como não se sentir uma impostora em todas as áreas da vida. A mobilidade faz parte dessa jornada e sabemos que elas que buscam soluções para resolver suas tarefas do dia a dia e conquistar independência.

VEJA+: #NãoSouObrigada a ganhar menos do que um homem