5 jeitos de ajudar a mobilidade da sua cidade

Mobilidade significa possibilitar viagens básicas e essenciais como ir trabalhar e estudar. Veja como contribuir para que ela seja eficiente!

• por
Foto: Gettyimages

Enfrentar o trânsito todos os dias pode ser complicado. A gente passa quase duas horas e meia só pra se deslocar, segundo uma pesquisa do CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). É preciso pensar em jeitos criativos de andar por aí, otimizar o seu tempo e deixar o trânsito fluir. Veja cinco jeitos de ajudar a mobilidade da cidade!

1 – Flexibilização de horários de trabalho

Segundo um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, flexibilizar horários de trabalho pode incentivar o uso de transporte público em horários com menos pessoas e encorajar o uso de carros compartilhados em períodos de maior fluidez no trânsito.

Além disso, ao poder organizar melhor a ordem do dia, o funcionário se torna mais produtivo e, consequentemente, tem mais qualidade de vida. Todos esses benefícios “apenas” por se pensar na mobilidade. Excelente, né?

2 – Mobilidade: pegue ou dê carona

Falando em carros compartilhados, se existem pessoas que moram perto e vão para a mesma direção e sentido que você, combinar uma carona é uma boa ideia. Isso porque vocês podem se revezar e diminuir a quantidade de carros na rua, dividir as despesas e ainda reduzir a emissão de poluentes, ajudando na mobilidade.

Mas é bom tomar certos cuidados antes de pegar ou oferecer carona: conheça bem as pessoas que estarão com você, compartilhe o nome do motorista, a placa e modelo do carro e, se possível, compartilhe também a sua viagem com algum familiar. Além disso, tenha um grupo no whatsapp com todas as pessoas que toparam participar. 

Saiba+| #ModoRua: como deixar o trânsito fluir?

Saiba+| Dicas de aplicativos de mobilidade urbana para fugir do trânsito

3 –  Planeje o seu trajeto 

Se você é uma pessoa que se perde fácil, é bom dar uma olhada no caminho que vai fazer antes de sair de casa. O Google Maps, por exemplo, te avisa a hora em que o ônibus vai passar em cada ponto, quanto tempo o trajeto vai demorar, onde você deve ir para pegar o ônibus e quantas baldeações deve fazer para chegar até o seu destino. 

Já pra quem vai de carro, o próprio Google Maps ou o Waze te avisam a que horas você deve sair de casa para chegar no horário certo, quanto tempo vai levar o seu trajeto e dão atualizações constantes do trânsito no caminho, servindo perfeitamente à mobilidade. O Waze faz até alertas sobre obstáculos e sobre as condições da pista, indicando obras ou buracos no trajeto, por exemplo.

4 – Ande em segurança

Seja a pé, de ônibus, de carro ou de bike, você sempre deve estar atento às regras de segurança. Use o capacete ao pedalar e usar modais elétricos como o patinete, evite o celular nas ruas e dirija sempre com as duas mãos no volante.

Nas ruas, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, o maior sempre cuida do menor. Ou seja, o pedestre sempre será prioridade. Mas a gente acredita que, na verdade, todo mundo deve cuidar de todo mundo. Por isso, nada de entrar em situações de risco.

5 – Tenha empatia

Parece óbvio, mas às vezes estamos tão focados em chegar rápido e no lugar certo, que nem nos damos conta de como nos comportamos ao lado de outras pessoas. Dar passagem, de carro ou a pé; andar na ciclofaixa ou ciclovia; dar seta ou sinal de conversão; não fechar cruzamento… Todas essas são atitudes muito bem-vindas no trânsito, viu? Sem falar que algumas podem até render multas quando não são cumpridas.

E aí, curtiu? Soluções simples assim ajudam a gente a contribuir para a mobilidade, deixam o trânsito fluir melhor e trazem mais qualidade de vida para todo mundo!