O que levar em conta antes de fazer um seguro de vida?

• por
O seguro Youse é a escolha de quem não deixa de viver pra se proteger O seguro Youse é a escolha de quem não deixa de viver pra se proteger

Fazer um seguro de vida não é muito comum no planejamento das famílias brasileiras. As pessoas ainda não sabem muito bem como funciona e se vale a pena o investimento. Mas isso tá pra mudar 😉 Entenda aqui tudo o que precisa saber antes de tomar a decisão de contratar o seu pra você e sua família ficarem numa boa:

O valor segurado – É legal considerar três fatores: o seu orçamento, as despesas com a educação dos seus filhos e a existência de um inventário, em caso de morte acidental. Depois de tudo isso em mente, defina o valor segurado, caso você ou algum beneficiário precise acionar o seguro.

Dia a dia e formação dos filhos – Coloque na ponta do lápis quanto você e sua família gastam pra viver no ano, quanto seus filhos ainda vão precisar pra concluir os estudos, quanto seus financiamentos consomem da renda, se você tiver algum, é claro, e quanto seria necessário para as despesas emergenciais, caso aconteça algum incidente ou morte do titular do seguro. Ah, vale considerar também a renda mensal que você gostaria que a sua família recebesse, se acontecer alguma coisa, e durante quanto tempo.

Invista em um seguro flexível – Assim como o valor do seguro aumenta ao longo da vida – já que a probabilidade de morte aumenta – as suas necessidades também mudam. Dependendo da fase da vida e do padrão social de cada um, as necessidades financeiras variam bastante. Vale a pena, então, investir em um seguro que vá se adequando a essas mudanças.

O sempre problemático inventário – Ninguém quer pensar nisso e tomara que isso fique longe de você, né, mas se acontecer uma morte acidental e a pessoa for jovem, é bem provável que ela não tenha feito nenhum planejamento de doação dos bens que possuir. É quando acontece a abertura de inventário que envolve muitos gastos e leva bastante tempo. Um seguro de vida é bem útil nessas horas, porque ele fica de fora do inventário e os beneficiários recebem na hora o valor contratado de indenização – uma boa forma de seguirem com a vida enquanto os bens não são liberados.

Viu vantagens na ideia de fazer um seguro de vida hoje mesmo? Então não espere amanhã. Bora lá? 

Tags: vida