Dia Mundial da Saúde: os passos para uma vida saudável

Você sabe quais são os pilares de uma vida saudável? A gente te explica e te ajuda nessa caminhada.

• por
Dia Mundial da Saúde Dia Mundial da Saúde
Getty Images

A gente ouve que tem que ser saudável desde a barriga da nossa mãe. Mas vamos combinar que esse é um conceito meio vago, né? Afinal, cada um tem um entendimento de saúde e isso vai muito além do físico. Por isso, neste Dia Mundial da Saúde, trouxemos os 5 pilares de uma vida saudável que podem ser aplicados para todos mesmo dentro de suas individualidades.

Leia+ Orientação Nutricional: primeiro passo para uma vida mais saudável

Leia+ Conhece a Orientação Psicológica? Ela pode ajudar no seu dia a dia

O desejo do brasileiro em ser mais saudável

Hoje somos bombardeados com as mais diferentes informações sobre autocuidado e saúde. O tempo todo aparece conteúdo sobre o tema. Mas, ainda assim, a gente quer sempre mais, né? Uma pesquisa da Hibou, realizada no fim do ano passado, entrevistou mais de 1.800 brasileiros e confirmou essa vontade de ser mais saudável em 2022. “Cuidar mais de mim” e “Fazer atividades físicas” foram as principais expectativas pessoais para este ano. Além disso, a resposta “Cuidar da saúde” foi a mais comum para a pergunta: “O que você não fez em 2021 e quer fazer em 2022?”.

Mas, afinal… O que é “cuidar da saúde”?

Esse é um conceito bastante amplo. “Hoje a gente não entende mais ‘saúde’ como uma ausência de doenças, simplesmente. Quando a gente fala de saúde, a gente fala de saúde física, saúde mental e bem-estar”, esclarece Bruno Gualano, professor na Faculdade de Medicina da USP. E acrescenta que existe uma complexidade de fatores e dimensões, que precisam ser consideradas.

Para isso, contamos com alguns pilares que estão associados ao estilo de vida saudável, contemplando esses fatores. Quer saber quais são? Vamos falar sobre cada um deles a seguir.

1. Prática regular de atividade física

Queremos saber, você pratica 150 minutos por semana? Porque esse tempo é o tempo mínimo que o professor de medicina indica. Isso dá apenas 21 minutos por dia! Numa boa, né? Mas, atenção: esse tempo deve ser de atividade física de intensidade moderada a rigorosa.

A nossa dica para ter sucesso é escolher um exercício que você goste ou que pelo menos consiga fazer com constância. Não adianta escolher aquele treino da moda, que queima muitas calorias, se na segunda semana você já vai estar pensando em faltar. #FicaDica

2. Boa alimentação

Não, você não vai precisar abrir mão da coxinha e do seu doce favorito. #Ufa Dá para comer bem e numa boa, ajustando as porções e fazendo escolhas mais saudáveis. No geral, devemos “evitar ultraprocessados e privilegiar alimentos in natura”, recomenda Bruno.

Para se aprofundar no tema, você sabia que o Ministério da Saúde desenvolveu o Guia Alimentar da População Brasileira? Lá, é possível encontrar diferentes informações sobre nutrição, além de um guia com 10 passos para uma alimentação adequada e saudável!

3. Não ao tabagismo e ao consumo excessivo de álcool

Não é segredo que fumar e exagerar na bebida faz mal pra saúde, né? Portanto, a recomendação é tentar evitar, blz?

4. Bom sono

Dormir faz bem! O nosso corpo e a nossa mente precisam descansar de preferência entre 7 e 8 horas por dia. “Um bom sono, longo e adequado, é muito importante para a saúde geral”, reforça o professor.

5. Baixos níveis de estresse

O estresse está associado a diferentes condições de saúde: desde envelhecimento precoce da pele até o funcionamento do nosso organismo como um todo. E tem coisas que não dá para controlar, né?

Então uma boa estratégia é ter válvulas de escape no dia a dia, como um hobby ou algo que goste de fazer e priorizar isso em todas as semanas. Não hesite em procurar ajuda especializada, seja na psicologia ou psiquiatria. Negligenciar saúde mental não está com nada, hein?

Ser uma pessoa saudável é um trabalho diário

Não se desespere com esse tanto de informação, viu? Respire fundo e vá adaptando conforme a sua realidade. “A gente precisa entender que a gente tem uma questão interna motivacional de busca por uma vida saudável, mas isso não é a única coisa. A gente sabe que pra gente adotar um estilo de vida saudável há diversos fatores que contribuem”, alerta o professor Bruno.

Fatores ambientais, políticos, sociais e econômicos têm um grande impacto para a adoção desse estilo de vida. Por exemplo, quem tem acesso a parques, mora em uma região mais segura para fazer caminhadas e tem por perto comércios com alimentos frescos, tem mais facilidade em ser saudável do que quem vive em outra realidade. Portanto, não se cobre demais, peça ajuda e faça uma mudança por vez!

Seguro de Vida Youse e os hábitos saudáveis

Aqui na Youse, quem tem o Seguro de Vida fica #NumaBoa com as diferentes opções de assistências, que incluem as orientações Nutricional, Fitness, Psicológica e muito mais. Vale a pena conferir, pois você que escolhe as coberturas e as assistências que são #TipoVc e só paga por elas 😉