7 manutenções básicas para cuidar da sua casa

Ações preventivas protegem o imóvel de danos estruturais e diminuem chances de obras de reparação

• por

Assim como você, sua casa precisa de cuidados. Além da limpeza do dia a dia e do carinho com a decoração, é preciso olhar mais a fundo e reparar nos detalhes. Mas se engana quem acha que é preciso ser um super “faz tudo” para manter seu imóvel sempre com cara de novo. Tem um jeito muito simples de proteger a estrutura da casa, evitar dores de cabeça e ficar numa boa: se antecipando e fazendo manutenções preventivas! 

Saiba +

https://start.youse.com.br/dia-a-dia/cuidados-com-a-casa/saiba-como-se-preparar-para-reformas-e-pequenos-reparos-domesticos

Saiba +

https://start.youse.com.br/dia-a-dia/cuidados-com-a-casa/5-ideias-e-inspiracoes-para-voce-decorar-a-casa-gastando-pouco

Consertar uma torneira que começou a pingar, limpar periodicamente as calhas e cuidar do jardim, dão um melhor aspecto para o ambiente em que você e sua família passam todos os dias. Sem esquecer que a manutenção periódica evita danos na estrutura e minimiza a chance de você ter que passar por aquelas obras intermináveis, com quebradeira e pó por toda a casa. Só de imaginar, dá calafrios!

Por isso, a gente traz uma lista do que fazer para cuidar melhor do seu imóvel e viver mais bons momentos com a família e os amigos.

1 – Instalações elétricas

É sempre necessário verificar a voltagem dos eletrodomésticos antes de comprar e ligar na rede elétrica da sua casa. Com a voltagem errada o equipamento não funciona direito, ou ainda pior, pode queimar. Olhe sempre as especificações do produto e confira se é compatível com a voltagem da sua tomada. Em caso de chuva forte com trovoada, desligue os aparelhos. Evite ainda a sobrecarga de benjamins e réguas elétricas.

Se a rede elétrica do seu imóvel for mais antiga, não use ao mesmo tempo aparelhos que consomem muita energia, como secador e chuveiro, por exemplo. O excesso de carga pode derrubar a eletricidade e provocar um apagão momentâneo ou, até mesmo, causar um incêndio.

2 – Limpeza do piso

Cuidar do chão da sua casa nas áreas interna e externa evitam a deterioração e aumentam a vida útil dos pisos. Superfícies de madeira, por exemplo, nunca devem ser lavadas com água corrente ou pano molhado, já que a umidade é o principal fator para o empenamento dos pisos. Em caso de material mais delicado nas áreas internas, como carpetes e madeira, o uso de cortinas ajuda a evitar a exposição direta à luz do sol, que pode causar mudança na cor e textura.

Pesquise sempre o produto correto para o tipo do seu piso, e teste em uma área pequena, antes de fazer toda a limpeza. Porcelanatos, mármore, cimento queimado e outras superfícies que aparentam mais resistência, também podem ser manchadas e danificadas pelas substâncias de determinados produtos de limpeza.

3 – Previna-se contra os mofos

Péssimo para a sua saúde e terrível para a estrutura do imóvel, o mofo provoca mau cheiro e deteriora as paredes. Para evitar o surgimento do bolor, mantenha os móveis afastados da parede, abra bem as janelas e deixe os ambientes arejados e com incidência de sol. Não use panos molhados para limpar as paredes e o teto, já que a umidade cria o ambiente perfeito para o surgimento do mofo.

Caso encontre alguma área já mofada, limpe o mais rápido possível. Existem produtos específicos disponíveis no mercado, mas você pode usar soluções caseiras para fazer o serviço. Então, aqui vai a receita: misture água e vinagre na mesma proporção e use para remover o mofo com esponja ou pano umedecido. O vinagre atua para impedir o aparecimento de novos focos de infestação.

 

4 – Cuidados com rejuntes

A manutenção da área entre os pisos e azulejos deve ser feita duas vezes por ano. Principalmente no box do chuveiro e na lavanderia. O excesso de água com sabão ou produtos de limpeza pode desgastar o rejunte e criar o espaço para uma infiltração que trará consequências indesejáveis.

5 – Prevenção de vazamentos

Uma conta de água fora do normal é um forte indício de que há vazamento na sua casa. Se isso acontecer, o ideal é procurar o foco do problema  nos vasos sanitários e válvulas de descarga, torneiras e outras saídas de água. Muitas vezes o vazamento ocorre pelo desgaste de alguma válvula ou borracha, que podem ser facilmente substituídas. Para outros casos, basta usar o veda rosca para bloquear a passagem de água entre o encaixe da torneira e o encanamento.

6 – Limpeza das calhas

Quase sempre esquecidas, as calhas devem ser limpas periodicamente. Elas são essenciais para o escoamento da água da chuva, evitando o acúmulo e o excesso de umidade que pode afetar a estrutura do imóvel. Ao menos duas vezes por ano, confira como está a passagem da água, retire folhas, pedras e outros materiais que podem bloquear o fluxo. 

7 – Manutenção de pias e tanques

Não deixe restos de comida na pia ao lavar louça e proteja sempre o ralo para impedir que a sujeira entre no cano. O mesmo vale para tanques, principalmente quando for lavar panos, vassouras ou outros objetos como grelhas e tênis, por exemplo. O acúmulo de terra, gordura e detritos pode bloquear a passagem de água e molhar a casa toda.

Se houver um entupimento, você pode checar se foi no sifão, o tubo que liga o encanamento ao ralo da pia ou tanque. Se o fluxo estiver interrompido neste espaço, basta desenroscar o sifão e retirar o que está bloqueando a passagem de água.

Mas, se a sujeira já está no encanamento dentro da parede, por exemplo, é preciso acionar um especialista. Até mesmo para os trabalhos que não consegue executar, o ideal é ter o apoio de quem entende, não é mesmo? É por isso que você pode contar com o Seguro Residencial da Youse, que tem encanador 24 horas por dia, duas vezes por ano, e muitos outros serviços. É uma mão na roda! Além disso, você tem chaveiro, eletricista e vidraceiro a sua disposição para quando precisar. Afinal de contas, para algumas coisas, é melhor contar com um especialista. E sabe o que é melhor? Você só paga pelos serviços que escolher. É muito prático e 100% digital. 😀