Aprenda como trocar o pneu do carro

A gente te ensina o passo a passo para você ficar numa boa

• por
Foto: GettyImages

Se algum dia o pneu do seu carro furar e a urgência for tanta que não dá tempo nem de chamar o serviço do Seguro Auto da Youse, fique tranquilo! A gente te ensina os macetes para substituir o pneu numa boa. 😉

Saiba + https://start.youse.com.br/carro/dicas-e-servicos/como-cuidar-dos-pneus-do-carro-antes-de-viajar

Saiba + https://start.youse.com.br/carro/dicas-e-servicos/o-que-e-a-vida-util-de-um-pneu

É hora de sinalizar

O primeiro passo a ser feito é, se possível, parar o carro em um local seguro, como um posto de gasolina, por exemplo. Se não conseguir e o automóvel tiver que ficar na via, ligue o pisca-alerta e coloque o triângulo para sinalizar. “Para evitar qualquer tipo de acidente, o correto é contar um passo por limite de quilometragem da rua em que o carro estiver parado. Por exemplo, se a via é de 60 km por hora, é preciso dar 60 passos e, aí, colocar o triângulo”, explica José Tenório da Silva Junior, proprietário da JR Automotiva, em São Paulo e apresentador do Nosso Canal do Carro.

Feito isto! É hora de tirar do carro o estepe, o macaco, e a chave de rodas e botar a mão na massa – ou no pneu (#Badumtss). Bora lá?

Passo a passo de como trocar o pneu do carro

1. Coloque a chave de rodas no pneu e afrouxe os parafusos, no sentido anti-horário, sem retirá-los totalmente. “Neste momento, é importante que a pessoa mantenha as duas pernas levemente afastadas e bem firmes no chão para poder fazer força e não causar acidentes”, ensina Junior.

Foto: Divulgação

2. Se você não conseguir afrouxar os parafusos com as mãos, pode usar os pés. É só apoiar uma mão no capô e a outra na lateral do carro acima do pneu. Mantenha a perna de apoio um pouco afastada e bem firme no chão. Com a outra perna, vá soltando os parafusos levemente.

Foto: Divulgação

3. Coloque o macaco no local indicado no próprio carro, e use a chave de roda como manivela. Pare de girar quando a ferramenta ainda estiver um pouco encurvada.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

4. Retire totalmente os parafusos, tire a roda e encaixe o estepe de forma que as tarraxas entrem facilmente. Encaixe os parafusos e gire-os até encostar na roda, sem apertar muito.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

5. Abaixe o macaco até que o pneu encoste no chão.

Foto: Divulgação

6. Aperte os parafusos. Você pode fazer isto com as mãos, que é o mais recomendado, pois evita possíveis acidentes, ou com os pés, caso não tenha muita força nos braços. Fique de olho na postura: para apertar com as mãos, mantenha as duas pernas levemente afastadas e bem firmes no chão. Já para quem vai fazer o trabalho com o pé, apoie uma mão no capô e a outra na lateral do carro acima do pneu. Mantenha a perna de apoio um pouco afastada e bem firme no chão. Com a outra perna, vá apertando os parafusos. Lembrando que o trabalho termina quando você sentir que está difícil de pressionar a tarraxa.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pronto! Aí, é só guardar todas as ferramentas e o triângulo e procurar um borracheiro o quanto antes. Afinal de contas, a gente não sabe quando o próximo prego pode atravessar na nossa frente, não é mesmo? “Além disso, muitos carros atuais possuem o estepe mais fino e menor do que o pneu usado no dia a dia, o que atrapalha na estabilidade do carro. Por isso, o correto é não ultrapassar 50km/h durante o percurso”, alerta Junior. Também é importante lembrar de sempre calibrar o estepe. Você não quer encontrar o pneu murcho em uma situação de emergência, certo? 😉

No borracheiro

Existem duas formas de consertar o pneu furado. Em uma delas, o borracheiro irá colocar o chamado macarrão (um objeto compridinho) para tapar o buraco. O problema é que para pôr o macarrão no local correto, o profissional precisará inserir uma ferramenta mais grossa para aumentar o tamanho do furo, e isto pode danificar algum arame da estrutura do pneu, o que compromete a segurança na direção (#Tenso).

Por isso, o melhor reparo é aquele em que o borracheiro coloca um adesivo na parte interna do pneu, e deixa por um tempo em uma máquina que irá esquentar o local, fixando bem o objeto por cima do buraco.

O balancê, balancê

Pneu consertado? Então, agora é hora de fazer o balanceamento do item. Este procedimento é muito importante para manter a estabilidade do carro e, também, para evitar que o pneu desgaste primeiro do que os outros (#FicaDica). Depois disto, você pode dirigir numa boa. 😀

 

Agora, se acontecer de novo do pneu furar e você estiver com tempo, fique tranquilo, que o Seguro Auto da Youse cuida de tudo. É só você entrar em contato pelo app e pronto! Afinal de contas, na Youse é tudo 100% online. 😀