Valeu por você existir, amigo!

Saiba porque as amizades são tão importantes e o que você precisa para construí-las e mantê-las.

• por

Não importa se você é tímido, extravagante, bem-humorado ou ranzinza. Nem se você gosta de futebol, música clássica, cinema indiano ou jogos de tabuleiro. Sempre vai haver alguém com quem compartilhar as experiências, falar sobre a vida, sorrir e chorar. Como seres sociáveis que somos, é impossível levar a vida sem construir laços de amizade. Toda a história da humanidade esteve pautada no contato entre os indivíduos e, em tempos de pandemia, essas pessoas que nos conhecem bem, e com quem nós podemos nos abrir, são indispensáveis para nossa saúde mental.

Saiba + https://start.youse.com.br/dia-a-dia/conheca-a-sua-cidade-a-pe

Saiba + https://start.youse.com.br/mobilidade/vamos-repensar-a-mobilidade-urbana

Amizades ao longo da vida

Na infância, os amigos ajudam no processo de socialização. As outras crianças são os primeiros indivíduos que reconhecemos parecidos com nós mesmos. Ao dividir os brinquedos, brincar, brigar e fazer as pazes, nós aprendemos a conviver com o outro e a estabelecer laços com quem não é da família. 

Quando crescemos e chegamos à adolescência, os amigos são importantes para a formação da nossa identidade social. É nessa idade que você decide se prefere andar com a turma dos rockeiros da escola, o time de futebol do bairro, ou a galera do teatro. Também é nesse período que surgem afetos mais íntimos e começamos a explorar nossa sexualidade. Geralmente, encontramos nos amigos alguém para contar um segredo ou falar de algo que pensamos ser constrangedor para abrir com a família. “Na adolescência, a possibilidade de falar com alguém que não está em uma posição de autoridade é atraente. O amigo não vai dar uma bronca ou te proibir de fazer, e por isso, muitas vezes é com eles que escolhemos nos aconselhar e dividir segredos”, explica a psicóloga Fernanda Ataíde.

Na fase adulta, os amigos são uma rede de apoio e compartilhamento de prazeres. Ao mesmo tempo em que são uma referência para estabelecer nossa satisfação com a própria vida. É comum se comparar aos amigos, o salário, a casa, as conquistas. Este também é um período em que, naturalmente, nos afastamos de alguns pela rotina de compromissos e responsabilidades. Mas também é um momento em que mergulhamos na vida profissional e estabelecemos novas relações que podem se tornar grandes amizades.

Nas últimas décadas de vida, os amigos são fundamentais no combate à solidão. As companhias de longa data nos relembram grandes momentos de alegria e, inclusive, ajudam a manter nossa sanidade mental. Quem consegue envelhecer mantendo esses laços, reduz os riscos de doenças e aumenta a qualidade de vida. “Os amigos são sempre importantes, pois são rede de apoio, um lugar de acolhimento e segurança, indiferente da idade”, diz Fernanda.

Como são construídas as amizades

Desde o princípio da humanidade, nós buscamos nos conectar com os semelhantes. E, hoje em dia, continuamos fazendo o mesmo. As redes sociais (por mais que possam produzir efeito contrário, em alguns casos) surgiram para aproximar e aumentar a possibilidade de relacionamentos e troca de experiências entre pessoas.

Neste sentido, as amizades surgem com base na identificação. Pode ser uma afinidade simples, torcer pelo mesmo time, gostar do mesmo filme, ou ter senso de humor parecido. Não importa o que, mas precisamos ter algo em comum. Buscamos semelhantes e semelhanças na hora de nos relacionar e confiar nos outros.

Essa conexão natural, e sem obrigações, pode se tornar mais importante que uma relação familiar. A cumplicidade construída com quem não temos laços de sangue supera o vínculo com pessoas que são da família, mas não dividem gostos e hábitos parecidos.  “Amigos são as relações mais genuínas que podemos formar. Um parente não se escolhe e temos que conviver mesmo que não haja qualquer afinidade”, diz Fernanda. 

O segredo para fazer e manter amizades

É brincadeira, gente! Não tem segredo para fazer amigos. Você só precisa ser você mesmo e se abrir. Fale sobre seus gostos, procure as pessoas com quem se identifica e seja simpático. “Todo mundo quer alguém para lhe ouvir. Então, ouça as pessoas e demonstre interesse pelo que estão falando”, indica Fernanda Ataíde.

E as amizades são como jardins, não se esqueça de regar. Precisamos manter contato para demonstrar ao amigo que ainda o queremos presente. E, hoje em dia, não temos mais desculpas. Dá pra mandar uma mensagem pelas redes sociais, fazer chamada de vídeo, o que for, para se fazer presente e manter o vínculo. O contato frequente ajuda a preservar a intimidade e confiança.

 

Lembrou de uma amizade especial e quer demonstrar carinho? Na Youse, quem indica o Seguro Auto ganha R$ 100 direto na conta e o amigo ganha desconto no seguro. Não tem limite de convites e você ganha toda vez em que um amigo contratar a Youse.