Dia Mundial do Rock: 11 artistas que revolucionaram o mundo

Vem descobrir histórias incríveis de artistas que tiveram ousadia pra provocar mudanças

• por
Imagem: GettyImages

Como já dizia Joan Jett, a gente ama rock’n roll! Hoje, dia 13 de julho, é o Dia Mundial do Rock, data que celebra esse gênero que mudou comportamentos e levantou um montão de  discussões importantes. Coloca seu álbum favorito pra tocar e vem saber algumas curiosidades super legais de artistas que tiveram ousadia pra mudar o mundo! 🙂

Saiba +: 8 shows históricos pra você reviver sem sair de casa

Saiba+: #ModoCasa: 8 curiosidades sobre John Lennon que você precisa saber

Vem ouvir essas histórias e celebrar o Dia Mundial do Rock com a gente!

Chuck Berry

A gente não pode começar essa lista do Dia Mundial do Rock sem falar do pai do rock’n roll! Chuck Berry foi um dos primeiro a compor e a executar o gênero, misturando elementos do blues e do swing. As letras quase sempre falavam de juventude, namoros e velocidade. Beatles, Rolling Stones, Beach Boys, Elvis Presley e muitos outros gravaram suas músicas. Berry foi também um dos primeiros negros a alcançar uma ampla audiência branca nos Estados Unidos – e a gente sabe que representatividade importa, né?

Little Richard

Outro pioneiro do rock foi Little Richard. Não dá pra falar dele sem falar de Sister Rosetta Tharpe, a primeira a realmente praticar, nos anos 40, a sonoridade mais próxima do estilo que se tornou o rock na década de 1950. Após Richard ser expulso de casa pelo pai por conta da música, ele foi convidado por Rosetta pra abrir um de seus shows, estímulo que o transformou na lenda que a gente conhece hoje. Richard foi uma das maiores influências de ninguém menos que Beatles. Você já deve ter escutado o refrão “a-wop-bop-a-loo-bop-a-wop-bam-boom!” de Tutti Frutti! Richard é histórico! 

John Lennon

No Dia Mundial do Rock, não podemos deixar também o ex-Beatle de fora dessa, né? A sua fama de revolucionário sempre esteve presente, mas foi ao se casar com Yoko Ono, em 1969, e se mudar para Nova York com ela, que de fato essa bandeira foi levantada! Na época, por volta de 1970, a Guerra do Vietnã era pauta diária nos Estados Unidos, quando Lennon e Yoko Ono se tornaram famosos nas terras do Tio Sam por suas posições anti-guerra e pacificadoras. A gente escreveu essa matéria aqui sobre esse momento tão importante para John e o mundo, vale a pena conferir!

Janis Joplin

Janis Joplin tinha um estilo, uma voz e uma presença de palco inconfundíveis! A norte-americana se tornou também um símbolo da presença e da força feminina no rock and roll e no blues na década de 60. Janis escancarou as portas do cenário musical para que as mulheres pudessem participar ainda mais ativamente. Ah, sabia que ela já veio pro Brasil? Em 1970 ela conheceu o carnaval carioca! Legal, né? 

Elvis Presley

A gente já viu que o rock teve vários pais e mães, né? Elvis é um deles! Ele misturou dois estilos musicais, o swing e o blues, e enlouqueceu pessoas com performances super elaboradas. O rei do rock mudou costumes e mexeu com todos os referenciais da sociedade da época. Sua música deixou uma trilha até hoje seguida por novos cantores de vários gêneros, em todo o mundo. Seu comportamento e imagem foram o carro-chefe da luta dos jovens por mais atenção e respeito das gerações anteriores. Viva o rei do rock!

Elton John

Elton John é um desses artistas que, de tão populares, são parte essencial do imaginário e da cultura pop. As roupas extravagantes e os óculos podem ser sua marca registrada, mas não foram o que levaram Elton a ser o que ele é. Em uma época em que não era comum artistas se assumirem como parte da comunidade LGBT, um cantor de tamanha popularidade como ele o fazer tem uma simbologia enorme – em 1976, ele se assumiu como bissexual e em 1988, como homossexual. Já em 1992, após mortes de amigos próximos e quando o estigma e preconceito contra a AIDS era fortemente relacionada aos homossexuais, ele criou a Elton John AIDS Foundation, instituição voltada para financiar programas que ajudam a aliviar a dor daqueles que vivem ou são afetados pelo vírus HIV. Um grande exemplo!

Jimi Hendrix

Impossível não associar Jimi Hendrix à sua guitarra. O guitarrista, cantor e compositor norte-americano mudou a história do instrumento e do rock nos anos 60! A importância de Hendrix para a história da guitarra é tanta, que ele expandiu a sonoridade ao explorar a distorção, o tremolo (aquela alavanca que pode ser encontrada no modelo Fender Stratocaster) e a microfonia. Ele sabia exatamente onde se posicionar no palco para causar o efeito desejado. Hendrix se tornou uma lenda dos anos 60!

Freddie Mercury

Para ser uma banda de rock lendária você precisa que suas músicas alcancem todas as idades! Você já deve ter escutado “Bohemian Rhapsody”, “We Will Rock You” e “We Are the Champions”, né? É inegável, Freddie Mercury fez história no Queen! Para isso, ele misturou rock com a ópera e influenciou vários outros gêneros musicais. Também não podemos deixar de falar como Freddie foi importante para desmistificar os tabus envolvendo o HIV, sendo exemplo para muitas gerações. 

Bono Vox

Desde a sua fundação, o U2 vem expressando em suas músicas a relevância de causas sociais e políticas presentes em nosso mundo, como na música “Sunday Bloody Sunday”, um dos primeiros sucessos do grupo, que fala sobre as guerras religiosas na Irlanda, seu país. Outro exemplo é a música “One”, que inspirou a criação de uma organização para ajuda e combate à pobreza na África, além de muitas outras músicas que também tratam desses assuntos. E não foi só isso: em 2005 Bono Vox foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz em decorrência de suas ações humanitárias. Ídolo!

David Bowie

Bowie era 1000 em 1. Uma das principais razões que comprova isso é pela facilidade com que transitava sobre diferentes áreas da arte e sua capacidade de unificar tudo. Bowie passeou pela literatura, pelo cinema, teatro, moda, e é claro, pela música. Um bom exemplo disso é a sua fase Ziggy Stardust, que muitos consideram o grande apogeu criativo do artista. Foi o primeiro personagem que Bowie adotou, mas outros vieram depois, como Alladin Sane e Thin White Duke. Bowie vivia tão intensamente seus personagens que chegou a dizer que não sabe se ele os cria ou se vive eles. Os videoclipes eram uma produção audiovisual à parte, sem contar suas performances. Vale a pena conhecer mais desse camaleão do rock!

Joan Jett 

O peso de Joan Jett na história do rock é inegável. Ela esteve no primeiro grupo de rock inteiramente formado por mulheres a ser reconhecido no mundo todo, o Runaways. Uma rockstar de primeira que abriu as portas para muitas e muitas mulheres na cena musical. A música I Love Rock’n Roll é uma mais conhecidas do gênero. De novo: representatividade importa!

E então, já sabe qual artista escolher pra animar esse Dia Mundial do Rock? Na verdade, nem precisa escolher, dá pra escutar todos!  Ah, e continue acompanhando a gente por aqui que tem sempre uma história, curiosidade ou dica super legal pra você! 🙂