#ModoCasa: 8 curiosidades sobre John Lennon que você precisa saber

Acredite se quiser, mas o músico já foi considerado inimigo do governo e até perseguido pelo FBI!

• por
© Bob Gruen

Os museus são capazes de nos transportar pra países e épocas sem que a gente saia do lugar. E pra comemorar o Dia Internacional dos Museus, celebrado dia 18 de maio, a gente vai te levar pra conhecer mais sobre a vida e curiosidades sobre John Lennon pelo olhar do fotógrafo Bob Gruen, que acompanhou grande parte da carreira do músico. As fotografias que a gente vai mostrar aqui foram apresentadas no MIS (Museu da Imagem e do Som), em São Paulo, na exposição “John Lennon em Nova York por Bob Gruen”. Enquanto a gente não consegue dar um pulo até lá pra ver tudo isso de pertinho, você confere um pouco dela aqui!

Saiba +: 8 shows históricos pra você reviver sem sair de casa

Saiba +: #ModoCasa: os melhores museus online pra visitar sem sair de casa

8 curiosidades sobre John Lennon 

Intimidade fotografada

Grande parte das fotos tiradas por Gruen só foram possíveis graças à intensa amizade do fotógrafo com John Lennon. Gruen, que já fotografou Led Zeppelin, Sex Pistols e Eric Clapton, estava presente em momentos muito importantes da vida e da carreira do músico, entre elas suas manifestações contra o governo Nixon, momentos íntimos durante um jantar entre amigos e até o nascimento de Sean, seu filho com Yoko Ono, em 1975. Sorte a nossa!

© Bob Gruen

Bem-vindo aos Estados Unidos

E por falar em manifestações contra o governo… Em 1970, a Guerra do Vietnã era pauta diária nos Estados Unidos. Nesse mesmo ano, Lennon e Yoko Ono se tornaram famosos nas terras do Tio Sam por suas posições anti-guerra e pacificadoras. Por esse motivo, o governo americano tentou deportar o músico para o seu país de origem, a Inglaterra. Rolou até perseguição do FBI e telefone grampeado! Nessa época, Bob tirou uma das fotos mais famosas do cantor, ao lado da Estátua da Liberdade.

© Bob Gruen

Procurado pelo FBI… e pelo mundo!

E não foi só com o FBI que John arranjou confusão, não! Por conta de suas duras críticas ao governo americano, a academia pediu ajuda ao MI5, serviço britânico de informações de segurança interna e contra-espionagem. Eles vasculharam a vida inteira do ex-Beatle pra tentar encontrar pelo Reino Unido algum indício de ligações de Lennon com regimes comunistas ou organizações terroristas – não acharam nada, claro.

Uma vida antes de Nova York

O romance com Yoko se tornou mundialmente conhecido, mas uma das curiosidades sobre John Lennon que poucos sabem é que, antes de se mudar para Nova York, ele viveu anos intensos na Europa. Em 1962, ele se casou com Cynthia Powell, com quem teve um filho, Julian. O casamento não durou muito tempo: eles se separaram em 1968 e, no ano seguinte, John e Yoko Ono já estavam casados!

© Bob Gruen

Faça você mesmo

Nova York vivia seu auge criativo em 1970, principalmente quando se fala em arte. Mas, assim que Lennon e Yoko chegaram por lá, perceberam que a cidade não tinha muito dinheiro e se depararam com pouco apoio financeiro para expressarem seus talentos. O casal não desanimou e fez muitas coisas sozinho e de forma bem amadora. John, aproveitando um pouco do anonimato que a cidade oferecia, decidiu se aventurar e gravou o álbum “Some Time in New York City”, que continha canções sobre os direitos das mulheres, relações raciais, o papel do Reino Unido na Irlanda do Norte e as dificuldades de Lennon em obter um green card. Sem grandes gravadoras, patrocinadores e agentes, no melhor estilo “faça você mesmo”!

O famoso edifício Dakota

O edifício Dakota, onde Lennon e Yoko moravam em Nova York, tornou-se um dos principais pontos turísticos da cidade. A construção, de estilo vitoriano, serviu de cenário para filmes como “O Bebê de Rosemary”, do diretor Roman Polanski, e “Vanilla Sky”, de Cameron Crowe. O edifício fica em frente ao Central Park e até hoje recebe a visita de milhares de fãs ansiosos por mais curiosidades sobre John Lennon.

John Lennon e os pães

John Lennon vivia intensamente, até quando não envolvia música. Logo após o nascimento de seu filho com Yoko, em 1975, o músico se afastou dos palcos por um período e se dedicou intensamente à família. Nessa época, ele descobriu um hobby inusitado: fazer pães. Em sua última entrevista à revista Playboy, Lennon afirmou que cuidar de bebês e pães era uma tarefa realizada em tempo integral! 

Rock’ roll para quarentões

Mais uma das curiosidades sobre John Lennon: em 1980, John voltou para a música, só que dessa vez com letras escritas por Yoko. Nessa fase, o ex-Beatle inaugurou um novo conceito musical: as “músicas dos quarentões”. Até então, o rock’n roll era muito pautado na vida do jovem rebelde e revolucionário e, a partir dessa mudança, ele começou a falar de questões que envolviam o público mais adulto. Interessante, né?

© Bob Gruen

E aí, gostou de saber um pouquinho mais sobre a história e curiosidades sobre John Lennon? Se você quiser ficar mais por dentro dessa e de outras exposições sem sair de casa, vale a pena conferir o novo projeto do MIS, o #MISemcasa! Além de uma programação nova toda a semana, o museu integra o Google Arts & Culture com três exposições exclusivas do acervo: Cinema Paulista nos anos 70; A mulher na Revolução de 32; e Lambe-lambe: fotógrafos de rua em São Paulo nos anos 1970. 

Fora isso, parte do acervo foi digitalizado e pode ser consultado neste link aqui! No site os visitantes conseguem encontrar informações sobre os itens que compõem os acervos museológico e bibliográfico e, em alguns casos, ter amplo acesso ao conteúdo das coleções de fotografia, áudio e vídeo. Fica a dica!